Noivas em Pauta:. Dicas dos tipos de Buquês!

Noivas, hoje é dia de buquês!!!

Vamos trazer 5 modelos, dos mais usados!!!

boque01

Ramalhete

– Pequeno, leve e delicado, perfeito para casamentos ao ar livre ou para madrinhas.
– Apresentam maior variedades de flores, pois devem ser despretensiosos para remeter a leveza.
– Flores que se adequam bem: Rosas, Gérberas, Tulipas e Peônias.

boque02

Esfera

– Em formato de esfera este buquê também pode ser usado em elementos suspensos da decoração.
– As flores usadas devem ser todas dos mesmo tamanho.
– Perfeito para noivas mais jovens e cerimônias ao dia.

boque03

Assimétrico

– Com formato assimétrico, pode brincar com flores e folhagens, as hastes devem ser enroladas muitas vezes com fita de organza ou cetim
– Tradicionalmente, este buquê contêm mais folhagens do que flores.
– Em tamanhos menores é utilizado também para madrinhas.

boque04

Cascata

– Originalmente conhecido como “buquê chuveiro”, este é considerado o mais formal e tradicional buquê, desenhado para que as flores formem uma cascata caindo sobre a mão da noiva, afunilando apontando para o chão.
– A maioria das flores pode ser usada.
– Foi o estilo de buquê usado pela Princesa Diana

boque05

Braçada

– Também conhecido como buquê de braço, deve ser elaborado com flores de haste longa e folhagens, a noiva carrega pousando no antebraço.
– Ótima opção para casamentos mais contemporâneos.
– As hastes podem ficar a mostra ou podem ser todo coberto com flores, pode ser finalizado com uma fita.
– Podem ser usados lírios (cuide o aroma), orquídeas, rosas de haste longa, delfínio, ente outras.

 

boque06

Redondo

– Simples, ao mesmo tempo elegante e tradicional.
– Este tipo de buquê combina com diferentes tipos de casamentos e estilos de vestidos.
– As flores selecionadas influenciarão no formato, por isso fique atenta para que remetam ao redondo.
– Por permitir que sejam usadas um único tipo de flor ou flores variadas, seu custo pode ser variado.

 

Dicas dos tipos de Buquês! Espero que tenham gostado !!!

Fonte:. Natalia Isaia

Por:. Janaina Andrade

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *